TÓPICOS

O Ser Humano, sua estupidez, seu egoísmo e sua obsessão por poder e dinheiro

O Ser Humano, sua estupidez, seu egoísmo e sua obsessão por poder e dinheiro


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O Ser Humano está sendo vítima de sua própria estupidez, de seu egoísmo e de sua obsessão por poder e dinheiro.

As mudanças climáticas, o buraco na camada de ozônio, o esgotamento e poluição dos recursos naturais, o acúmulo de resíduos e a degradação da terra, da água e do ar são consequências de um problema muito maior, mais profundo, que é o caminho da vida que está sendo imposta a nós.

Aqueles que tomaram decisões em nível global, especialmente nas últimas décadas, optaram por colocar todos os conhecimentos adquiridos pela humanidade a serviço do crescimento econômico, do conforto e da redução do esforço físico e mental. Eles decidiram seguir em frente sem medir consequências, sem questionar os custos sociais e ambientais desse "progresso".

Com as tecnologias atuais, a decisão de desencadear ou não um colapso ambiental tornou-se puramente política. Com muito menos orçamento do que o investido em armas, uma solução rápida poderia ser dada às Mudanças Climáticas que nos perseguem e cujos efeitos podem atingir limites insuspeitados.

Os volumes de produção e consumo de bens têm crescido a velocidades extremas e, como tinha que acontecer, em algum momento ultrapassamos a capacidade do planeta de absorver nossos resíduos, comer nosso lixo, respirar nosso CO2, nosso metano, nossos CFCs e de beber nossos efluentes, nossos derramamentos e o vômito de nossas indústrias.

A única opção que temos é tentar, juntos, parar o desperdício, reduzir os altos níveis de consumo, consumir com responsabilidade e assim impedir a avalanche que se aproxima, e que de outra forma nos cobrirá a todos, estamos onde estamos.

Mas, embora consumir individualmente com responsabilidade seja muito importante, isso por si só não é suficiente. Devemos também agir de forma ambientalmente responsável como sociedade. E essa mudança será muito mais difícil de realizar do que individual. Abandonar a cultura do consumismo como sociedade significaria uma mudança de paradigma, onde valores como solidariedade, respeito pela diversidade e amor à vida substituem o egoísmo, o individualismo e a ganância.

Devemos nos transformar em uma sociedade que pensa e decide como espécie e não mais individualmente. Numa sociedade que abandona o modelo econômico atual, dirigido pelos donos do capital e do poder, e constrói um modelo ambientalmente sustentável e socialmente justo.

Devemos nos transformar em uma sociedade que não tem motivos para celebrar o “dia mundial do meio ambiente” para lembrar que existe, mas sim se desenvolve em comunidade com ele.

Por Ricardo Natalichio
diretor
www.ecoportal.net



Vídeo: Como conviver com pessoas que nos fazem mal? Monja Coen Responde. Zen Budismo (Pode 2022).


Comentários:

  1. Zololrajas

    Escreva bem, sucesso no futuro

  2. Zuriel

    Muito obrigado por uma explicação, agora eu não tolero tais erros.

  3. Inys

    Bem, traga, pródigo, seja bem -vindo de volta.

  4. Daylon

    Desculpe interromper ... estou aqui recentemente. Mas esse tópico está muito perto de mim. Eu posso ajudar com a resposta. Escreva para PM.

  5. Sowi'ngwa

    Absolutamente concorda com você. Nisso algo é que eu pareço essa a excelente ideia. Concordo com você.

  6. Gukora

    Você tem uma ótima ideia



Escreve uma mensagem