TEMAS

Alimentos apimentados: prós, contras e receitas

Alimentos apimentados: prós, contras e receitas


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O outono está chegando, as temperaturas caem um pouco e eu alimentos picantes que talvez no verão que reservamos pode fazer parte da nossa dieta. Sem exagerar, claro, mas eles nos querem se forem do nosso agrado, porque como veremos eles podem nos ajudar e ficar com boa saúde. Como qualquer outro alimento, é preciso ter medida, mas não vamos eliminá-los presumindo que, por queimarem, são irritantes e prejudiciais. Começando por entender juntos porque alguns alimentos são picantes, eles beliscam, então iremos avaliá-los pontos fortes e fracos sem preconceito.

Alimentos picantes: características

A alimentos que definimos como picantes por um motivo preciso, devido à presença de algumas moléculas que são captadas pelos receptores da língua e da cavidade oral. Nós os encontramos nos mais diversos alimentos e quando atingem alguns receptores os fazem reagir, desencadeando a percepção de gosto picante.

Pensando nos alimentos picantes mais comuns, podemos citar algumas moléculas como gingerol, de gengibre, capsaicina, pimenta, piperina, pimenta, isotiocianato, que caracteriza raiz-forte, sementes de mostarda e wasabi. Alho, cebola e chalota também podem parecer picantes, devido à alicina.

Quando estes moléculas "picantes" eles se misturam com outros, podem desencadear efeitos diferentes, não é tão matemático prevê-los.

Alimentos apimentados: contra

Vamos começar com os defeitos desses alimentos e depois entender com você por que eles não devem ser eliminados. Como muitos de nós já experimentamos pessoalmente, eu alimentos picantes podem causar diversas reações no organismo, tanto diretas, atuando nos tecidos, quanto indiretas, impactando o sistema nervoso.

As reações indiretas são insignificantes, não nos prejudicam do ponto de vista da saúde. Lá com calor um exemplo, suor intenso também. Nada para se preocupar, mesmo que seja constrangedor. Aquelas que devem ser analisadas com mais cuidado são as reações diretas, causadas pela interação entre as moléculas e os tecidos do nosso corpo. Lá capsaicina, por exemplo, pode até danificar as terminações receptoras da boca, com efeitos de longo prazo e tendência do sujeito a consumir mais sal, açúcar e temperos gordurosos.

Mesmo as membranas mucosas do trato digestivo podem permanecer irritadas após interagir com as moléculas liberadas por alimentos picantes. Além de faringe, também esôfago, estômago e intestinos são partes sensíveis que devemos proteger para evitar gastrite e síndromes do intestino irritável, com constipação ou diarreia. Se você já tentou exagerar no picante, deve ter notado que o pimentão pode causar ácido estomacal e refluxo gastroesofágico.

Se tivermos tendência a sofrer de hemorróidas, evitamos ingredientes picantes porque a situação só poderia piorar, da mesma forma que acontece em presença de úlceras e fissuras. Para os homens, os alimentos picantes são perigosos porque afetam e podem irritar os tecidos da próstata masculina, diminuindo sua funcionalidade.

Alimentos picantes: pro

Por que então não deveríamos colocar uma cruz nesses alimentos se eles podem nos causar tantos problemas? Porque também têm um lado bom e podem ajudar a nos manter saudáveis. Vamos ver como e por quê.
Vamos começar do já mencionado capsaicina que tem um forte efeito vasodilatador, útil no caso de hipertensão arterial. A mesma molécula pode desempenhar um papel positivo no contenção do crescimento de massas tumorais, também atua como um poderoso antibacteriano e conservante.

Se olharmos para a alicina, descobrimos seu grande potencial como agente antitumoral, antibiótico, parasiticida e antifúngico. A mesma molécula monitora a pressão arterial e o colesterol, atua positivamente sobre "Diluição do sangue" e na inflamação sistêmica. Também é um forte antioxidante.

A última molécula picante que elogiamos, o piperina. Está ligado ao curcumina, porque pode aumentar sua biodisponibilidade com efeito antioxidante e anticâncer. Parece também que a piperina pode promover a pigmentação da pele após a exposição aos raios UVB.

Alimentos apimentados: receitas

Para aproveitar ao máximo benefícios relacionados ao uso de alimentos picantes na cozinha é extremamente importante saber inseri-los com gosto nas receitas e não por acaso. Eles têm o poder de realçar, mas também de estragar um prato. Melhor confiar em quem sabe fazer e "estudou" o uso desses ingredientes. Neste caso, é mais importante do que nunca seguir as doses indicadas e não exagerar

Aqui estão três livros onde você pode encontrar informações úteis e, por último, muita poesia.

  • Receitas apimentadas
  • As cem melhores receitas de pratos picantes
  • Afrodite. Histórias, receitas e outros afrodisíacos


Vídeo: ESSE SUCO VAI LIMPAR SEU INTESTINO E ELIMINA GORDURA DO SEU ORGANISMO SUCO DETOX (Julho 2022).


Comentários:

  1. Meztiran

    I know one more decision

  2. Aegelmaere

    Este tema é simplesmente incomparável :), eu gosto muito)))

  3. Tojadal

    a peça muito útil

  4. Jasen

    Bravo, que frase... grande pensamento

  5. Matlal

    Eu acredito que você está errado. Tenho certeza. Eu proponho discutir isso. Envie -me um email para PM, vamos conversar.

  6. Kell

    Outra opção também é possível

  7. Phemius

    DEVE OLHAR)))



Escreve uma mensagem